“So.Lar” Galeria Pierre Verger – Exposição Coletiva Pronatec

Posted by on Nov 29, 2014 in CRÔNICAS, EVENTOS, EXPOSIÇÕES, FOTOGRAFIA, TEXTOS | No Comments

10814154_10204406152586836_13139237_n

Encerra-se hoje, 30/11, na Galeria Pierre Verger a exposição fotográfica SO.LAR, com visitação gratuita. O programa incluiu tambem uma projeção fotográfica na fachada da Biblioteca Central dos Barris, com o tema URBANIDADE, realizada no dia 19/11. A mostra coletiva traz para o público visões que passeiam entre as problemáticas e as poéticas relacionadas à costa soteropolitana, a provocar questionamentos e reflexões a partir da presença do sol como principal matéria prima e da elegância do mar como abrigo para aspirações fotográficas.

O conjunto apresentado é resultado do curso de fotografia promovido pelo PRONATEC e viabilizado pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) através do Centro de Formação em Artes da Escola de Dança da FUNCEB com o apoio da DIMAS. São imagens desenvolvidas por 16 expositores orientados pelos fotógrafos Célia Aguiar, Marcelo Reis e João Ramos. Ao longo de três meses de trabalho, o coletivo aprendeu e aperfeiçoou as técnicas da fotografia e também o desenvolvimento da subjetividade.

10814313_10204406152826842_1865485521_n

NÃO SOMENTE LÁ (SO.LAR), MAS AQUI (texto de Marcelo Reis)

Fomos capazes de chegar até aqui. Não que aqui seja um lugar próximo, uma vista ao alcance dos olhos, um caminho estável. Porém, é um lugar possível. E essa possibilidade se descortinou graças à vontade, determinação e clareza de cada querer.

No começo, eram as incertezas – ou dúbias certezas – mais certas do que as certezas em si. Historicamente, sempre foi o incerto, o incômodo ou mesmo as instabilidades que fizeram nascer algumas das principais mudanças para a humanidade, e aqui não seria diferente. Estar certo de algo pode, em algum momento, ser perigoso. Por isso a importância do questionar, do “reentender”. E foi esse “reentender” que trouxe cada um de vocês até aqui. O mesmo aqui que antes não sabíamos se era mesmo aqui, alí ou somente lá, So.Lar.

Ao fim de um curso, aprendemos muito mais do que ensinamos. Afinal, o que ensinamos, já sai moldado. Apesar de orgânico, o ensinar, tem suas formas definidas. Seu contorno é visível. O que aprendemos não, o local para o aprendizado é, e sempre será, uma caixa vazia. Uma esponja prestes a absorver. Afinal, também somos ou fomos três contra (ou à favor?) de vinte, e mesmo aqui, e agora, ainda somos os mesmos três contra (ou à favor?) de quinze ou dezesseis aspirantes a terem seus olhos e mentes contaminados por esse novo olhar. Sim, contaminados, pois o olhar se revela a cada descoberta, e aqui foi, penso eu, uma grande descoberta para cada um.

10818736_10204406154026872_1089721208_n

Sei que aprendemos, aprendi. Afinal o que seria a Fotografia se não fosse o aqui? Que é completamente diferente do aí, do alí, do agora. As vivências, as pessoas. Vocês? Respondam.

O começo de um curso é como o nascer de um rio, do curso de um rio. Muitos dos rios jamais irão chegar ao seu objetivo final, jamais vão desaguar no mar. Serão puxados outra vez para dentro da terra, metros à frente do inicio de sua caminhada. Esses rios são importantes. Outros por sua vez, chegarão até novos rios, maiores por natureza, esses são determinantes. Mas o que é certo, é, que poucos chegarão até o mar, e os que lá chegarem, serão surpreendentes. Contudo só saberemos se chegaremos até o mar, se mantivermos o curso. Porém, no fundo, raso que seja o rio, o importante não é a chegada em si, mas toda e qualquer viagem realizada até aqui, o grande mar da vida.

10816053_10204406153746865_745808717_n

“De aqui” para frente, nada será diferente, ou seja: eu estou aqui e vocês aqui também, ou seja: estaremos juntos, melhor, continuaremos juntos até o infinito mar. E lembrem, aqui é um lugar mágico, imaginário, mas possível e paradoxalmente real.

Obrigado por me deixarem ver, mas eu já acreditava.

Aos meu alunos do curso do Pronatec, Marcelo Reis, em 20 de novembro de 2014.

10814161_10204406152506834_255489418_n

Serviço:

O QUÊ -Exposição fotográfica – SO.LAR

ONDE –Galeria Pierre Verger – Biblioteca Central dos Barris- Salvador Bahia

PERÍODO DE VISITAÇÃO – De 19 de novembro à 30 de novembro de 2014

PREÇO –Visitação gratuita.

*Baseado no press-release.

**Os créditos das fotografias pertencem aos expositores.